Cibercriminosos são presos com a ajuda da Kaspersky Lab

Cibercriminosos são presos com a ajuda da Kaspersky Lab
Avalie esse post

cibercriminosos são presos

Especialistas da Kaspersky Lab e do Sberbank, um dos maiores bancos da Rússia, trabalharam em conjunto com agências e forças de segurança russas em uma investigação sobre o grupo cibercriminoso Lurk, a qual já resultou na prisão de 50 pessoas.

Os detidos na operação são suspeitos no envolvimento da criação de redes de computadores infectados, desde 2011, que resultou no roubo de mais de 45 milhões de dólares (3000 milhões rublos) de bancos, outras instituições financeiras e empresas. Esta é o maior detenção de cibercriminosos já ocorrida na Rússia.

Em 2011, a Kaspersky Lab detectou a atividade de um grupo cibercriminoso organizada utilizando o Trojan Lurk, um sofisticado malware, multi-modular com funcionalidades que davam capacidade para acessar os computadores das vítimas. O objetivo principal do grupo era o de encontrar um caminho para os serviços bancários remotos, de modo a poder tirar dinheiro da conta de clientes.

Para continuar lendo, clique aqui.

Kapersky Anti-Virus

Posts relacionados

Aumenta o número de pessoas preocupadas com a segurança Kaspersky Cybersecurity Index revela que usuários estão mais preocupados com a cibersegurança. Na segunda metade de 2016, o número de pessoas que e...
Russos são os maiores desenvolvedores de ransomware Kaspersky revelou que 75% dos principais pacotes crypto-ransomware que pesquisou no ano passado foram desenvolvidos por cibercriminosos russos. A not...
Ataques DDoS fazem bancos perder em média US$ 1,8 milhão Alvos da ação dos cibercriminosos, os bancos perdem, em média, US$ 1.754.000 com incidentes envolvendo serviços de Internet Banking. Esse dado foi le...
10 dicas para uma viagem de negócios segura Viajantes de negócios são alvos atraentes para hackers. Veja como se proteger quando você está na estrada. Os cibercriminosos têm mirado pessoas hosp...
Caso Ashley Madison: Hacktivismo ou crime? Em 18 de agosto de 2015 um grupo de hackers resolveu ter um caso com o site de relacionamentos extraconjugais Ashley Madison. Resultado: os hackers ...
Pequenas e médias empresas são alvo de ciberespionagem Não são somente os órgãos governamentais e as empresas de grande porte os principais alvos de espionagem cibernética. Pequenas e médias empresas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *