Cibercriminosos usam datas específicas para realizar ataques

Cibercriminosos usam datas específicas para realizar ataques
Avalie esse post

trojan bancário

Análises realizadas pelos especialistas da Kaspersky Lab demonstram que cibercriminosos realizam campanhas de ataque em datas específicas.

No quarto trimestre de 2016, durante a Black Friday, Cyber Monday e o período de Natal identificou-se um aumento na tentativa de ataques usando malware financeiro. Foram afetados 319 mil usuários. O representa aumento de 22,49% em relação ao mesmo período de 2015.

Os ataques por meio de malware financeiro pretendem furtar dados financeiros, como informações de cartão de crédito e de credenciais de acesso a contas de bancos online.

A Cyber Monday revelou-se o dia predileto para os criminosos. Em 28 de novembro de 2016, dia da Cyber Monday, houve duas vezes mais usuários atingidos que no dia anterior.

A dinâmica dos ataques nos períodos da Black Friday e do Natal foi diferente: o aumento dos ataques acontecem um ou dois dias antes das datas específicas. Tal diferença explica-se pela própria natureza dos eventos: ao contrário da Black Friday e do Natal, a Cyber Monday envolve principalmente vendas online. Logo, é mais lógico que as ações criminosas se intensifiquem nesta data específica.

Foram usadas, principalmente 5 famílias de trojans direcionados a bancos: Zbot, Nymaim, Shiotob, Gozi e Neurevt. Eles atingiram 92,35% dos usuários atacados.

Oleg Kupreev, especialista em segurança da Kaspersky Lab, sintetiza:

“Os dados relacionados a dinâmica dos ataques mostram que os operadores de malware financeiro tentaram vincular as suas atividades a datas específicas de 2016, e o período de final de ano contribuiu claramente para o crescimento dos ataques maliciosos financeiros. Os ataques de malware financeiro estão novamente em ascensão, e todos os alvos – de empresários e clientes de lojas virtuais a portadores de cartões de crédito e bancos – devem estar cientes e tomar as medidas necessárias para garantir a sua segurança. Como uma medida de proteção complementar para esse período, recomendamos que os utilizadores que compraram presentes e produtos no último trimestre usando cartões de crédito fiquem atentos às informações das suas transações financeiras dos próximos meses. Normalmente, os criminosos não começam a retirar dinheiro de cartões roubados logo após o roubo. Muitas vezes, esperam várias semanas ou até meses para fazer o primeiro roubo”.

Kaspersky Lab

Posts relacionados

Malware bancário avança em 2016 Em 2016, a Kaspersky identificou oito novas famílias de malware bancário. De acordo o relatório anual Kaspersky Security Bulletin Review, 2016 foi ...
Ataques financeiros em ascenção De acordo com o relatório IT threat evolution para o Q2, aumentou o número de trojans financeiros. Durante o trimestre, os produtos da Kaspersky La...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *