Aumenta o número de ataques a dispositivos móveis

Segundo especialistas da Kaspersky, o cenário de trabalho remoto e ataques via WhatsApp usando o Covid-19 puxaram o crescimento.

No Brasil, no último mês, ataques de phishing contra dispositivos móveis mais que dobraram. Devido às mensagens maliciosas que circulam pelo WhatsApp e se aproveitam da pandemia, houve aumento de 124% nos golpes.

Além disso, a adoção repentina do teletrabalho nas últimas semanas fez com que os cibercriminosos vislumbrassem um nicho a ser explorado. O analista da Kaspersky, Fábio Assolini, alerta que um incidente de segurança pode colocar toda a infraestrutura de uma empresa em risco, caso o dispositivo esteja ligado à rede corporativa, algo extremamente comum neste momento de pandemia e restrição domiciliar.

Portanto, as empresas devem adotar ferramentas de proteção para um trabalho remoto seguro. Devem, também, orientar seus funcionários sobre quem eles devem contatar para resolver problemas de TI e segurança.

Nessa hora, vale a pena investir em treinamentos de conscientização de segurança, nos quais, por exemplo, os funcionários conseguirão reconhecer ciberataques.

Manter os aplicativos e dispositivos atualizados com as versões mais recentes é uma medida importante também.

O uso de um programa de segurança confiável em todos os dispositivos, como o Kaspersky Small Office Security, deve ser levado em consideração. Os dispositivos móveis, inclusive, devem ter ativados os recursos antifurto, localização, bloqueio e limpeza de dados remotos, bloqueio de tela e senha, autenticação facial ou por biometra. Os controles de aplicativos podem ser ativados para assegurar que apenas aqueles autorizados sejam instalados.

 

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?
AllEscort