Sistemas Windows de hospitais vulneráveis a falhas de RDP

Dispositivos hospitalares ainda estão expostos à falha do Windows BlueKeep.

 

Quase um ano após a divulgação da vulnerabilidade, de acordo com um relatório divulgado esta semana pela CyberMDX, empresa fornecedora de sistemas de segurança cibernética para hospitais, 22% dos dispositivos Windows de um hospital típico estão expostos ao BlueKeep.

As métricas reunidas vieram por meio da plataforma do CyberMDX, que fornece informações sobre as máquinas que protege. Foram analisados pouco mais de um milhão de máquinas em centenas de instalações.

O bug do BlueKeep, relatado pela primeira vez em maio de 2019, é passível de worms, o que significa que um invasor pode acioná-lo sem interação humana. Uma exploração pode se espalhar enviando pacotes maliciosos por meio do RDP (Remote Desktop Protocol) para o RDS (Microsoft Remote Desktop Service).

Na época, sistemas baseados no Windows 7 e no Windows Server 2008 foram afetados. A Microsoft emitiu patches quando relatou o bug pela primeira vez. No entanto, as empresas demoraram muito tempo para aplicar as correções.

Leia aqui o relatório Visão 2020: Uma revisão dos principais problemas de TI e segurança cibernética que afetam os serviços de saúde

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?
AllEscort