Em 2017, ransomware continuará sendo a principal ameaça.

Previsões 2017

Kaspersky Lab divulgou relatório com previsões para o próximo ano. Na América Latina ataques a instituições financeiras e ransomware corporativo serão as principais ameaças.

O relatório mostra que os criminosos continuarão atacando as organizações financeiras com o fim de desviar grandes quantias de dinheiro. Ameaças como o Carbanak ou os ataques ao sistema SWIFT foram notícia durante o ano de 2016. A equipe de pesquisa da Kaspersky Lab acredita que esse seja apenas o início de uma onda de ataques contra o setor financeiro latino-americano realizada por criminosos locais, mas com ligações no exterior.

No entanto, a maior preocupação é em relação ao aumento dos ataques de ransomware voltados a empresas. Em função da cultura dos usuários latino-americanos, nem sempre os cibercriminosos alcançam seus objetivos com o sequestro de dados, pois muitas pessoas simplesmente preferem perder seus dados em vez de pagar um resgate. Esse aspecto cultural abre as portas para que os criminosos utilizem o ransomware clássico, projetado para estações de trabalho e servidores, concentrando-se mais em vítimas corporativas, instituições e outras entidades, pois, de maneira geral, elas não têm outra opção além de fazer todo o possível para recuperar as informações sequestradas.

Outras preocupações citadas se referem ao mercado de ataques direcionados, a proibição de programas de mensagens instantâneas criptografadas de ponta a ponta, além da importação de ataques de outras regiões para a América Latina.

Para mais informações, leia as Previsões de ataques cibernéticos na América Latina, 2017.

 

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?
AllEscort