Controles essenciais de segurança da informação

6 controles de segurança da informação essenciais

|

Não há dúvida de que proteger os ativos de informação e manter a continuidade dos negócios requer a implementação de controles de segurança da informação. Entre os muitos controles disponíveis, seis são fundamentais e devem ser priorizados em qualquer estratégia de segurança da informação, independentemente do tamanho da organização.

É importante lembrar que os controles técnicos de segurança são medidas destinadas a proteger os sistemas e dados de uma organização contra acessos não autorizados, uso indevido, divulgação, interrupção, modificação ou destruição. Eles são ferramentas tecnológicas projetadas para garantir a confidencialidade, integridade e disponibilidade da informação.

Segue abaixo uma descrição simplificada de seis controles essenciais em segurança da informação:

1. Firewall

Descrição: Um firewall é um dispositivo de segurança de rede que monitora e controla o tráfego de entrada e saída da rede da sua organização. Ele pode ser configurado para permitir apenas o tráfego legítimo, bloqueando acessos não autorizados e protegendo contra ataques externos.

Importância: Os firewalls são a primeira linha de defesa contra ataques cibernéticos, ajudando a proteger sua rede contra invasores e malware.

Exemplo: Um firewall pode ser configurado para permitir apenas o tráfego de sites e serviços web que seus funcionários precisam acessar para realizar seus trabalhos, bloqueando o acesso a sites maliciosos ou que podem representar uma ameaça à segurança da sua rede.

2. Controle de Acesso do Usuário

Descrição: O controle de acesso do usuário consiste em implementar medidas para garantir que apenas os usuários autorizados tenham acesso aos sistemas, dados e recursos da sua organização. Isso pode ser feito por meio de mecanismos como autenticação (verificação da identidade do usuário) e autorização (determinação do que o usuário pode fazer no sistema).

Importância: O controle de acesso do usuário é fundamental para proteger dados confidenciais e evitar o uso indevido dos sistemas da sua organização.

Exemplo: Uso de senhas fortes, autenticação multifator e políticas de acesso granulares para controlar quem tem acesso aos sistemas e dados.

3. Software Antivírus e Anti-malware

Descrição: O software antivírus e anti-malware é utilizado para proteger seus sistemas contra vírus, malware e outras ameaças. Ele pode detectar e remover malware, além de prevenir infecções em tempo real.

Importância: O software antivírus e anti-malware é essencial para proteger seus sistemas contra uma ampla gama de ameaças, como ransomware, phishing e Trojans.

Exemplo: Instalação de software antivírus e anti-malware em todos os seus computadores e dispositivos, mantê-lo atualizado com as últimas definições de vírus e realizar varreduras regulares em busca de malware.

4. Configurações Seguras

Descrição: As configurações seguras referem-se à configuração de seus sistemas e softwares de forma segura, minimizando as vulnerabilidades que podem ser exploradas por hackers. Isso inclui a instalação de atualizações de segurança, desabilitar serviços desnecessários e configurar corretamente as permissões de acesso.

Importância: As configurações seguras são essenciais para reduzir o risco de ataques cibernéticos que exploram vulnerabilidades conhecidas em softwares e sistemas.

Exemplo: Configuração do sistema operacional para instalar automaticamente as atualizações de segurança, desabilitar serviços que não são utilizados e configurar as permissões de acesso de forma que apenas os usuários autorizados tenham acesso aos arquivos e pastas do sistema.

5. Gerenciamento de Patch

Descrição: O gerenciamento de patch consiste em aplicar patches de segurança em seus sistemas e softwares para corrigir vulnerabilidades conhecidas. É importante manter seus sistemas atualizados com os últimos patches para minimizar o risco de ataques cibernéticos que exploram essas vulnerabilidades.

Importância: O gerenciamento de patch é uma medida essencial para proteger seus sistemas contra ataques que exploram vulnerabilidades conhecidas.

Exemplo: Implementação de um processo para identificar, baixar e instalar patches de segurança em seus sistemas e softwares de forma regular.

6. Software de Backup

Descrição: O software de backup é uma ferramenta que automatiza o processo de criação de cópias de segurança de seus arquivos e pastas importantes, permitindo que você defina uma programação para backups regulares e garantindo que seus dados estejam sempre protegidos contra perda ou corrupção. Os dados podem ser salvos em outro dispositivo (offline) ou em um armazenamento na nuvem (online).

Importância: o software de backup ajudará sua empresa a se recuperar mais rapidamente caso os dados sejam perdidos, corrompidos ou “sequestrados” (ransomware).

Exemplo: Software de backup programado para realizar cópias automáticas regularmente, de acordo com a política de backup definida pela empresa. Por exemplo, backups diários durante a noite ou semanais aos domingos.

Conclusão

A implementação dos seis controles sugeridos é condição necessária para proteger sua organização contra os ataques cibernéticos mais comuns. Enquanto os cinco primeiros controles são defensivos e necessários para minimizar a probabilidade de um ataque cibernético bem-sucedido, o backup de dados figura como um controle caso um ataque cibernético seja bem-sucedido ou ocorra algum incidente de segurança, como um incêndio ou inundação. Ao adotar esses controles, certamente, sua organização estará melhor protegida.

Últimas postagens

Kaspersky Next EDR Optimum

O Kaspersky Next EDR Optimum é uma solução completa que vai além das funcionalidades essenciais de E…

Kaspersky Next EDR Foundations

O Kaspersky Next EDR Foundations é a solução definitiva de cibersegurança, oferecendo proteção imbat…

Kaspersky Next
Kaspersky Next: nova linha de soluções da Kaspersky

Kaspersky Next: Uma Nova Abordagem na Proteção Corporativa A Kaspersky recentemente anunciou a sua m…