Cartório Virtual e a quebra de sigilo dos dados

quebra de sigilo de dados

quebra de sigilo de dados

Em reportagem do programa Fantástico deste domingo (01/11/2015) tomamos conhecimento do Cartório Virtual.

O site é acusado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo de fornecer informações sigilosas de usuários. Tratam-se de informações pessoais, como endereço, residencial, CPF e contas telefônicas.

O vazamento de contas telefônicas é crime e só pode ser exigido por autorização da Justiça. O proprietário do site, o tabelião Marcelo Carvalho, justifica a irregularidade do serviço dizendo possuir contratos assinados e parcerias que permitem fazer isso. É mesmo? E desde quando uma operadora telefônica pode fornecer dados sigilosos sem uma ordem judicial?

Não acreditamos que o site Cartório Virtual tenha estabelecido contrato com as operadoras telefônicas para o fornecimento de dados sigilosos protegidos pela Constituição Federal.

O promotor responsável, Cassio Roberto Conserino, alega que o site comercializa dados confidenciais e viola a privacidade de cidadãos, além de abrir brechas para a realização de golpes.

Como, então, o site consegue levantar esses dados? Há algumas hipóteses: funcionários das companhias vazam os dados ou os dados são comprados de fornecedores do mercado negro, como a dark web.

Ao que tudo indica tratam-se de dados obtidos por meios ilícitos. E se foram obtidos por meios ilícitos,não têm valor como prova judicial se forem conduzidos ao processo.

A Constituição Federal, no seu art. 5º, inc. LVI, diz: são inadmissíveis, no processo, as provas obtidas por meios ilícitos.

Surgem dois questionamentos:

  • Até que ponto nossos dados pessoais estão realmente protegidos pelas empresas para as quais os fornecemos?
  • As empresas têm se esforçado suficientemente em proteger nossos dados da ação de criminosos?

 

Assista a reportagem do Fantástico, clicando aqui.

Venda de informações sigilosas: Cartório Virtual está na mira do Ministério Público.

 

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?