Cuidado com os falsos sites de emprego

Falso site de emprego

Falsos sites de emprego, aproveitando-se da crise econômica que afeta os postos de trabalho, baixam códigos maliciosos para o computador do usuário.

No terceiro semestre de 2016, a taxa de desemprego no Brasil chegou a 11.8%, o que faz com que aumente o número de pessoas interessadas em vagas de emprego.

Aproveitando-se da situação, cibercriminosos brasileiros criam sites com falsas vagas de emprego com o objetivo de disseminar malware que objetivam furtar dados ou dinheiro das vítimas, foi o que revelou os pesquisadores da Kaspersky Lab.

Falso site de emprego

Para realizar esses ataques, os criminosos usam nomes de grandes empresas e varejistas que costumam fazer contratações nos períodos próximos ao fim de ano. Os sites fraudulentos divulgam vagas que não existem e disseminam um trojan disfarçado de formulário de cadastro – que deve ser baixado e aberto pelos interessados. A Kaspersky chama atenção para o fato de as páginas criadas pelos golpistas serem muito parecidas às verdadeiras, logo, é preciso redobrar a atenção ao procurar online uma vaga de emprego.

Para disseminar o golpe e atrair visitas, os criminosos têm divulgado os sites falsos de emprego em redes sociais e também por campanhas via e-mail. Não caia nessas emboscadas seguindo algumas dicas muito simples:

Busque vagas de emprego em sites conhecidos: dê preferência para agências de emprego conhecidas ou busque uma vaga visitando diretamente o site da empresa de interesse. Sempre desconfie das vagas divulgadas em redes sociais ou recebidas por e-mail, sem que você as tenha solicitado;

→ Em caso de dúvida, consulte o Registro.br: se você encontrar um site desconhecido ou suspeito, use o serviço de “Whois” (Quem é) do Registro.br, que informa quem é o proprietário da página. O site de uma grande empresa varejista ou de uma agência de empregos estará registrado sempre sob o nome da empresa, e não de uma pessoa física, que ainda por cima usa um e-mail de provedores gratuitos;

→ Não confie em resultados patrocinados que aparecem em sites de busca: A compra de anúncios patrocinados tem sido uma prática constante entre os cibercriminosos brasileiros, fazendo com que seus sites falsos apareçam nas primeiras posições nos mecanismos de busca. Digite o endereço do site que quer visitar diretamente no navegador, evitando clicar nos links patrocinados;

→ Jamais confie em arquivos executáveis baixados de sites: cibercriminosos brasileiros têm disseminado arquivos de script com as extensões JS, JSE, VB e VBE, entre outras, e anexos em mensagens de e-mail ou em arquivos compactados. Arquivos com essas extensões são potencialmente maliciosos e podem infectar seu computador caso sejam abertos;

→ Sempre verifique se seu computador está limpo com ajuda de um antivírus.

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?
AllEscort