Kaspersky Lab lamenta decisão do Parlamento Europeu e anuncia pausa em colaboração

Diante de acusações infundadas, a Kaspersky Lab suspende temporariamente iniciativas de colaboração no combate ao cibercrime na Europa.

Comunicado da Kaspersky Lab

O Parlamento Europeu votou um relatório em que um deputado polonês, MEP Fotyga, incluiu uma alteração referente à Kaspersky Lab, baseada em declarações falsas. Embora este relatório não tenha poder legislativo, demonstra uma clara falta de respeito pela empresa, que tem sido firme amiga da Europa na luta contra o cibercrime. É por essa razão que a Kaspersky Lab tomou a difícil decisão de suspender temporariamente as nossas numerosas iniciativas de colaboração no combate ao cibercrime na Europa, incluindo aquelas com a Europol, até recebermos mais esclarecimentos do Parlamento.

Devido a esta notícia, teremos de suspender uma das nossas iniciativas conjuntas bem-sucedidas – o projeto NoMoreRansom – reconhecido pelos Serviços de Investigação do Parlamento Europeu como um caso bem-sucedido de cooperação público-privada. Este projeto ajudou muitas organizações e usuários a descriptografar arquivos em seus dispositivos, salvando-os de perdas financeiras devido ao ransomware. Esperamos poder retomar este e outros esforços colaborativos em breve.

A Kaspersky Lab e seu CEO, Eugene Kaspersky, acreditam que a decisão do Parlamento Europeu estimula o cibercrime na Europa. Acreditamos que isso não contribui para a construção de um Mercado Único Digital aberto e seguro, mas sim para torná-lo mais fragmentado e menos competitivo.

Nossos 400 milhões de usuários em todo o mundo confiam em nós para proteger seus dados. Continuaremos a trabalhar com sucesso com instituições e organizações para produzir um impacto positivo tangível, combatendo o cibercrime e defendendo das ameaças cibernéticas cidadãos de todo o mundo. De fato, em abril, a Comissão Europeia declarou oficialmente que “não há qualquer indicação de qualquer perigo associado a este antivírus”.

Como sinal do nosso compromisso com a transparência e abertura, acabamos de anunciar a abertura de um novo Centro de Transparência na Suíça, para onde moveremos parte de nossas operações de P&D que lidam com coleta e processamento de dados e estaremos abertos a entidade independentes que desejem revisar nosso software.

A Kaspersky Lab continua disposta a reunir-se com os deputados para responder a quaisquer questões sobre o negócio, sua liderança, conhecimentos, tecnologias e metodologias.

“Esta decisão do Parlamento Europeu beneficia o cibercrime na Europa. Não quero fazer nada para encorajar ainda mais a balcanização da Internet, mas sinto que essa decisão não me deixa outra opção senão tomar uma atitude. A Kaspersky Lab tentou apenas livrar o mundo do cibercrime. Mostramos repetidas vezes que divulgamos ameaças cibernéticas, independentemente de origem e autor, mesmo em nosso próprio detrimento. Este é um retrocesso na luta contra as ameaças cibernéticas, mas permanecemos implacáveis em nossa missão – salvar o mundo do cibercrime”, disse Eugene Kaspersky.

Links do blog da Kaspersky

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Posts Relacionados

Rolar para cima
Posso te ajudar?
AllEscort